I'd like to tell them... if they're not dancing, get out there and dance! And do the lindy hop 'cause it's going to make them feel good Frankie Manning
Atenção: este blog está em modo arquivo


Recorte: LINDY HOP na Rua de Baixo

Na edição 74, de Novembro 2011, da Rua de Baixo, saiu um artigo sobre Lindy Hop, com depoimentos de Abeth Farag, professora e organizadora do Lindy Hop Portugal, e Dália Sotero, aluna de Lisboa.


(foto de José Eduardo Real)
Um estilo de dança que ressuscita até os demónios!

Nos anos 20 do século passado (XX), a cultura sofria grandes transformações por todo o mundo. Na literatura, Ernest Hemingway e Scott Fitzgerald davam os seus primeiros grandes passos. Na música, o jazz tornava-se sonante por todos os clubes e a dança, esse acto livre que abraça os nossos corpos sem pedir licença, ganhava cada vez mais adeptos e adaptava um estilo próprio. Sob este pretexto temos o enorme prazer de vos apresentar um estilo de dança que ressuscita até os demónios.

(excerto do texto de Ana Cláudia Silva)
Ler artigo completo na Rua de Baixo.